efwe

5 Conselhos eficazes para Gerir a sua Empresa

Uma ideia, um negócio, milhares de euros de lucro. Era bom que a criação e o tempo de vida de uma empresa seguissem apenas esta lógica. Mas o workflow envolvido na gestão de empresas é mais desafiante.

Consegue gerir melhor o seu negócio? Provavelmente, sim! E a tecnologia é uma forte aliada, seja qual for o seu ramo de atividade.

O que dizem alguns dos empresários mais bem-sucedidos sobre a Gestão de Empresas

 

Richard Branson, do Grupo Virgin, aconselha a definir objetivos claros e mensuráveis, a longo prazo. Desta forma, as suas equipas estarão mais motivadas e o seu negócio resistirá às intempéries dos mercados.

Mark Cuban apela à honestidade. Admite que os gestores mentem a si próprios e tendem a ver a sua empresa e os seus produtos como os melhores do mercado. O empresário aconselha a olhar para os números reais e a saber identificar com precisão o que fez bem e o que pode fazer melhor.

Por último, Sophia Amoruso, empresária que transformou uma pequena loja de roupa online, no Ebay, num império multimilionário sugere nunca desistir e não aceitar um não como resposta.

Por que falham as empresas?

Em cada 100 empresas, cerca de 30 fecham no primeiro ano.

Existem muitas razões para o insucesso. Pode estar relacionado com a qualidade e aceitação do próprio produto ou serviço, ou resultar da falta de organização, planeamento e flexibilidade.

Entre as principais falhas encontram-se:

• Equipas de gestão pouco eficientes
• Demasiada competição
• Preços elevados
• Falta de um plano de negócios
• Má localização

Não basta criar um produto, lançar e esperar que os clientes se interessem. É preciso entender e repensar o modelo do negócio várias vezes ao longo do tempo.

Já dizia Winston Churchill: “Aquele que falha a planear está a planear falhar”.

5 Conselhos que pode colocar em prática na Gestão da sua Empresa

1. Otimize a tomada de decisão

Decidir requer tempo e no mundo empresarial, todos os dias, há decisões a tomar.

As equipas debatem assuntos por longos períodos de tempo, sem chegar a uma conclusão viável. Talvez o problema seja a falta de dados ou a existência de informações dispersas.

Há quem argumente que a pior decisão é não tomar decisão alguma. Porém, já que vai decidir, que decida com consciência.

Um software de gestão, por exemplo, oferece relatórios com todos os indicadores que necessita: produtividade, controlo de inventários, relatório de contas, entre muitos outros indicadores de desempenho.

Significa que gasta menos tempo e decide com base em métricas concretas. As hipóteses de sucesso, serão maiores.

2. Entenda as motivações do seu público-alvo

O feedback dos clientes deve guiar as decisões de negócio. Fale com os consumidores interessados, escute o que têm para dizer nas redes sociais e noutros canais de comunicação. Perceba o que gostam no seu produto e encontre oportunidades de melhoria.

Neste sentido, investir num software de atendimento ao cliente é um elemento diferenciador, oferecendo, por exemplo, suporte 24/7.

Muitas empresas vendem o mesmo produto ou serviço que a sua, mas nem todas têm os recursos para estabelecer uma relação com os consumidores, fazendo-os sentirem-se especiais.

3. Monitorize o dinheiro

É importante ter uma visão realista, como admitiu Mark Cuban, e basear-se em dados concretos. O foco deve estar nos resultados líquidos.

Esteja atento às vendas, receitas e fluxos de caixa. Obtenha relatórios financeiros com frequência e saiba quanto cada departamento está a gastar.

Apesar do lucro ser um forte indicador, concentre-se também noutros critérios de sucesso, tais como a motivação das suas equipas e o ambiente de trabalho. Uma equipa forte e coesa reage melhor aos desafios externos.

4. Corte nos custos com o negócio

Desde o arrendamento do espaço às matérias-primas, parece que as despesas relacionadas com a empresa não param de aumentar. É essencial manter os custos sob controlo.

Por forma a identificar as áreas do negócio mais dispendiosas e que estão a consumir mais recursos, pode implementar um ERP.

Os softwares de gestão integram todas as áreas e oferecem uma visão consolidada do seu negócio. Vai conseguir:

• Melhorar a eficiência operacional
• Reduzir o tempo gasto a executar tarefas administrativas
• Eliminar erros humanos que aumentam despesas desnecessárias

Como consequência terá uma maior margem de lucro.

5. Atraia os melhores talentos

Foque-se na inovação, mas não se esqueça do capital humano. Uma equipa motivada é mais produtiva.

Invista num local de trabalho agradável que potencie a criatividade, mas contemple zonas de lazer para o convívio entre colaboradores.

Da mesma forma, estude um plano de benefícios, a possibilidade de realizar trabalho remoto ou horários flexíveis que permitam conciliar a relação trabalho-casa.

Sente dificuldades em administrar a sua empresa? Considere investir num software de gestão

O objetivo da gestão de empresas é produzir mais, com menos recursos e sem nunca colocar em causa a qualidade dos produtos e serviços.

A tecnologia, e em particular os softwares de gestão, ajudam a colocar em prática os conselhos acima descritos.

Se identifica alguma área na sua empresa que pode melhorar, talvez seja a oportunidade que aguarda para escalar o seu negócio. Fale com a Winsig sobre o seu projeto.

Ler Mais

fixe

2 Casos de Sucesso de Implementações de ERP que deve conhecer

Existem pontos de viragem no percurso de vida das empresas. Um deles é quando a implementação de um ERP se revela indispensável.

Os negócios crescem, a informação aumenta a um ritmo vertiginoso e os processos tornam-se mais exigentes. O que é bom sinal, embora desafios desta natureza peçam uma ferramenta de gestão cada vez mais robusta.

Descubra empresas que passaram da necessidade à ação – e com total sucesso!

1.    Caso de Sucesso da MSC Portugal

No porto de Lisboa e nas agências de viagem é comum ver os navios da companhia, mas o forte do negócio não são os cruzeiros: É o transporte de mercadorias em contentores, pelo mundo.

Logo aqui, antecipa-se uma característica muito particular: a amplitude do negócio.

O que levou a MSC Portugal a procurar a implementação de um ERP?

O grupo utiliza uma aplicação a nível internacional, que tornou uma série de programas obsoletos.

A empresa procurava um ERP flexível, que se adaptasse às regras do negócio e reunisse a preferência da companhia e dos utilizadores.

Desafio da MSC Portugal

A nova solução deveria ser flexível e permitir que fossem desenvolvidas funcionalidades adicionais.

Para além deste requisito, a MSC Portugal partilhou com a Winsig outras exigências:

• Fácil utilização (user friendly)
• Análise de dados avançada
• Integração com o Office
• Possibilidade de integrar com outras soluções externas
• Aplicação integrada conjugando funcionalidades de gestão, contabilidade, imobilizado e vencimentos

Solução implementada pela Winsig

Em conjunto com a MSC Portugal e, depois de perceber as necessidades do cliente, optou-se pela implementação do PHC Enterprise.

Esta solução satisfez todas as necessidades da empresa – na gestão da informação e nos processos do dia a dia.

Vantagens para o cliente com a implementação ERP

A Winsig desenvolveu um interface específico para a importação de dados, da aplicação que é utilizada fora de Portugal pelos agentes da MSC, o que permitiu:

• Minimizar os processos de trabalho
• Dispor de informação fidedigna
• Acesso de forma rápida e flexível

Aliado ao profissionalismo, o cliente salientou a qualidade dos consultores, da solução e o seu custo-benefício.

2.    Caso de Sucesso do AKI

O AKI é especialista em soluções de bricolage e procura a satisfação total dos seus clientes.

Mas a nível interno, os processos eram abertos em papel e geridos em ficheiros Excel. Até 2008, ano em que se detetou a necessidade de uma solução ao nível de um ERP.

O que levou o AKI a procurar a implementação de um ERP?

A empresa sentia dificuldades em centralizar a informação e uniformizar processos com as várias lojas.

Procurava igualmente ter maior controlo dos serviços ao cliente e dos próprios processos internos.

Desafio do AKI

O AKI desejava encontrar uma solução que:

• Respondesse às necessidades específicas do negócio
• Integrasse todos os serviços que prestam aos clientes
• Garantisse eficiência semelhante nas várias lojas

Solução implementada pela Winsig

A solução passou pelo PHC CS Enterprise, dada a dimensão do AKI. Um ERP completo que cumpre as necessidades exigentes das empresas “mid market”.

Vantagens para o cliente com a implementação ERP

Uma única ferramenta ofereceu à gestão controlo absoluto e permitiu análises que antes eram impensáveis com as folhas de Excel, tais como:

• Medição do desempenho dos colaboradores
• Gestão de várias equipas técnicas, clientes, contratos e qualidade do serviço
• Monitorização em tempo real do serviço pós-venda
• Maior competitividade e fidelização dos clientes

O PHC CS Enterprise funciona em 37 lojas e nos serviços centrais da empresa. Falamos de um universo de 950 utilizadores.

E a sua empresa, o que pode ganhar com a implementação de um ERP?

Foram apresentados casos diversificados com empresas de vários setores, de diferentes dimensões e com requisitos próprios.

Contudo, para que o projeto de implementação do ERP funcione em pleno, deve trabalhar com um fornecedor com a reputação e experiência como a Winsig!

Veja outros exemplos da implementação de um ERP na sua indústria.

Ler Mais

1134134

Diferenças entre a Gestão das Empresas no Presente e no Passado

A chave para obter resultados excecionais está na forma de gerir uma empresa. E o êxito de uma boa gestão depende das ferramentas tecnológicas utilizadas.

Enquanto empresa parceira PHC, a Winsig acompanha de perto as constantes evoluções dos diferentes sistemas de gestão.

Este artigo explora o papel que os softwares tiveram no passado e têm no presente, sem esquecer as tendências de futuro a curto prazo.

Influência dos ERP na transformação digital das empresas

Vivemos na era do Big Data. A Cloud está cada vez mais presente no vocabulário das organizações e a inteligência artificial até criou robots que interagem com os clientes em chats online.

Após um período de adaptação, a tecnologia passou a estar envolvida em todos os processos e a produzir valor para as organizações. De tal forma que se tornou imprescindível.

Os ERP estão presentes em todas as fases do trabalho dos gestores nas empresas:

• Organização e planeamento
• Análise de dados de produção
• Marketing e gestão da interação com os clientes
• Desempenho dos colaboradores e sua performance
• Faturação, contabilidade e análise do desempenho financeiro

A compreensão total dos negócios é uma realidade e a esmagadora maioria dos empresários em Portugal reconhece os benefícios de um software de gestão empresarial.

A tendência é que os negócios sejam cada vez mais inteligentes e competitivos. Mas nem sempre foi assim.

Como era feita a gestão das empresas no passado?

Antes da introdução dos softwares de gestão nas rotinas empresariais, não existia uma visão unificada do negócio:

• Os gestores não tinham forma de integrar num só sistema todas as áreas da empresa
• Faltava-lhes uma visão consolidada dos diferentes canais de venda e dados que suportassem decisões estratégicas
• Os dados eram inseridos de forma manual e armazenados em locais acessíveis apenas a algumas pessoas
• A duplicação de tarefas acabava por ser uma consequência, pela falta de pontes de comunicação entre elementos de diferentes departamentos

O cenário atual é bem diferente. A digitalização dos processos e a centralização de toda a informação é uma realidade em muitas empresas.

Mas a tecnologia está em contante evolução. O futuro a curto prazo traz outros desafios à gestão empresarial.

A Tecnologia mudou a forma de Gerir as Empresas

A tecnologia revolucionou a forma de administrar os negócios e a relação que as empresas mantêm com os clientes, fornecedores e parceiros.

Atualmente:

• A relação com os consumidores é mais direta e imediata

• A globalização dos negócios e o comércio online introduziu o fator mobilidade; os gestores passaram a contar e a depender de soluções móveis, em ambiente web
• A geração massiva de dados exigiu a criação de novas formas de armazenamento, como por exemplo, a Cloud

Um ERP local, como o PHC CS, garante um nível elevado de precisão nas informações, processos e a velocidade das operações.

Mas a Cloud oferece ainda mais oportunidades.

À medida que os negócios crescem, a Cloud torna-se uma opção cada vez mais desejável devido ao volume de dados que as empresas acumulam e a necessidade de garantir a escalabilidade das operações.

Por isso, a Winsig enquanto empresa parceira PHC trabalha e desenvolve soluções que oferecem flexibilidade à gestão empresarial.

Gestão de empresas no presente, com visão no futuro

PHC CS Web

O PHC Web é um software 100% online.

Toda a informação comercial, financeira, contabilística, de recursos humanos, entre outras, pode ser acedida a partir de qualquer lugar e em qualquer dispositivo.

A flexibilidade e a capacidade de acesso aos dados desta forma eram impensáveis na gestão tradicional.

Da mesma forma, o armazenamento dos dados corporativos na nuvem era inconcebível porque a tecnologia não tinha evoluído a esse ponto.

Contudo, o paradigma mudou.

PHC CS na Cloud

No modelo tradicional, os dados do negócio estão alojados nos servidores da empresa.

Se a empresa crescer, aumenta o volume de informação e a organização terá que investir capital em infraestruturas tecnológicas, como servidores.

Com a Cloud os dados da empresa estão armazenados num data center disponibilizado pelo fornecedor do software.

Este tipo de hospedagem oferece certas garantias:

• Os níveis de segurança são elevados
• Não precisa de servidores ou preocupar-se com upgrades ao sistema
• Não precisa de instalação ou infraestruturas tecnológicas

A Cloud não é exclusiva de grandes negócios. Um ERP na nuvem pode até ser uma opção mais económica e com menor tempo de implementação.

Confie o seu ERP a uma empresa parceira PHC

A gestão de empresas percorreu um longo caminho. Longo, mas rápido. A tecnologia foi um dos vetores que impulsionou a transformação.

Os softwares de gestão vieram reduzir custos, melhorar a eficiência e impulsionar a inovação dentro das organizações.

Acelere você também o crescimento do seu negócio.

A Winsig é uma empresa parceira PHC com uma equipa sempre disponível. Fale connosco e obtenha a melhor solução.

Ler Mais

Sustentabilidade Empresarial. Sabe o quanto é importante?

A sua empresa é sustentável? Saiba o quanto é importante

A sua empresa é sustentável? Em muitos casos, a resposta exige alguma reflexão e gera outras questões, porque a sustentabilidade empresarial mede-se com base em indicadores económicos, ambientais e sociais.

O ideal é existir um perfeito alinhamento destes 3 fatores.

O resultado será uma organização economicamente viável, que vai ao encontro das preocupações ambientais e tem na sua força de trabalho colaboradores satisfeitos.

Sustentabilidade empresarial económica

O objetivo maior de qualquer negócio é gerar receitas. Para produzir rendimentos é necessária uma gestão cuidada dos recursos da organização e decisões empresariais corretas que acelerem os negócios.

Os Principais Indicadores de sustentabilidade económica

Há indicadores que permitem que qualquer empresa analise o seu grau de sustentabilidade. Vejamos alguns desses indicadores sugeridos pelo IAPMEI – Agência para a Competitividade e Inovação:

• Fundo de maneio
• Endividamento e estrutura de endividamento
• Volume de negócios
• Rentabilidade líquida e operacional de vendas
• Liquidez geral e reduzida
• Passivo
• Rentabilidade de Capitais Próprios
• EBITDA
• Valor Acrescentado Bruto

Através de um software de gestão personalizado, é possível às empresas monitorizarem estes indicadores e planearem, de forma consciente, ações com vista a melhorar o seu desempenho e a sua sustentabilidade empresarial.

Sustentabilidade é produtividade

A gestão mais inteligente dos recursos da empresa passa, sobretudo, pelo controlo das operações de forma rigorosa, procurando otimizar os processos sempre que possível.

Um ERP (Enterprise Resource Planning) tem o potencial de economizar os custos da empresa ao automatizar os processos, fornecer reports financeiros e outras análises que permitam decidir de forma consciente e orientada à sustentabilidade empresarial.

Ter estes dados disponíveis de forma rápida e completa, facilita a gestão das operações. Acima de tudo, permite medir e avaliar a “saúde” da sua empresa.

Sustentabilidade Ambiental

A sustentabilidade ambiental traduz-se no esforço das organizações para minimizarem os impactos ambientais negativos decorrentes da sua atividade.

Encontrar alternativas menos poluentes e mais inovadoras oferece também às empresas a capacidade de enfrentar, por exemplo, um cenário de escassez de matérias-primas, ou aumento dos custos de determinado produto.

Indicadores de sustentabilidade empresarial para medir impacto ambiental

As boas práticas devem ser incluídas em toda a estrutura das organizações. Relacionam-se também com a produção e consumo sustentáveis. Falamos desde da gestão simples dos gastos com água e eletricidade, à reciclagem ou gestão de matérias-primas.

Vejamos alguns indicadores que contribuem para a sustentabilidade ambiental:

• Qualidade do Produto
• Ciclo de vida do produto
• Saúde Ambiental
• Quantidade de água e energia consumidas
• Emissão de CO2
• Transporte
• Resíduos e Reciclagem

Na área de pegada ambiental, é importante a preocupação das empresas com a reciclagem dos resíduos que produzem e o seu transporte. Atualmente há obrigações legais para que as empresas garantam a conformidade com os requisitos exigidos pela Agência Portuguesa do Ambiente (APA). Para dar resposta a esta necessidade, o Software PHC CS tem a certificação e-GAR, com a emissão eletrónica das respetivas guias, facilitando o cumprimento destas obrigações de uma forma simples e automática.

Importância da Sustentabilidade Social para uma empresa

Por último, mas não menos importante, está a componente humana.

A sustentabilidade social não se refere apenas à satisfação dos colaboradores internos, clientes ou fornecedores com quem a organização trabalha. Da mesma forma, é necessário garantir uma relação saudável e sustentável com a comunidade local.

Indicadores de sustentabilidade social

Melhorar os indicadores sociais passa por investir nos profissionais que trabalham na empresa, oferecendo benefícios e oportunidades de progressão. Com as soluções PHC CS na área de recursos humanos, encontrará a solução à medida da sua empresa, tanto na gestão dos colaboradores, bem como na formação e progressão de carreiras.

A criação de programas de apoio à comunidade e ações de voluntariado, a medição do grau de satisfação dos colaboradores e o número de postos de trabalho criados, entre outros indicadores, medem o grau de sustentabilidade social de uma empresa.

Agora, depois destas explicações, regressemos à pergunta inicial: a sua empresa é sustentável? Fale com a Winsig e descubra os softwares de gestão que lhe permitem medir e avaliar os indicadores de sustentabilidade da sua empresa.

Ler Mais