conquiste_clientes_com_uma_gestao_eficiente_stocks_armazens

Conquiste clientes com uma gestão eficiente de stocks e armazéns

O cliente está cada vez mais exigente e há muito que espera muito mais que um atendimento cuidado e eficiente. O tempo de prestação do serviço, em particular na disponibilização do produto, desde que é encomendado até que chega ao consumidor final tem um peso crescente na decisão do cliente. Por isso, uma cadeia de abastecimento eficaz traz uma vantagem competitiva e permite ao empresário destacar-se da concorrência.

Atualmente, com a evolução dos sistemas ERP, não há desculpas para não implementar um adequado software de gestão de stocks e armazéns. Cada vez menos complexas, mais intuitivas e adaptadas ao negócio a que se destinam, as soluções da PHC são uma boa opção, quer para pequenas, quer para grandes empresas.

Lembre-se que uma cadeia de abastecimento ágil deixa o cliente satisfeito e fidelizado, já que viu as suas expectativas cumpridas e até superadas.

Sabe o que procurar num software de gestão de stocks e armazéns?

Com o software adequado não precisará de renovar a cadeia de abastecimento. Isto porque a equipa de consultores da Winsig adapta as ferramentas de gestão ao processo da sua empresa. Além disso, este parceiro certificado da PHC desenvolveu aplicações específicas para a gestão de stocks e armazéns que podem ser integradas no software da marca e, assim, simplificar a gestão diária.

Quando pensar num software de gestão de stocks e armazéns, este terá que cumprir as seguintes funções:

• Disponibilizar informações em tempo real
• Apresentar soluções integradas
• Assegurar toda a gestão da cadeia de abastecimento, desde o armazém, passando pelo ponto de venda até ao consumidor final
• Apresentar-se como um software de gestão rápido, cuja informação colocada seja atualizada automaticamente
• Ser uma ferramenta de gestão que privilegia o contacto com o cliente, isto é, que o informe da data de entrega ou da chegada da encomenda
• Tirar partido da Inteligência Artificial, ou seja, dos dispositivos móveis, da separação por indicação luminosa (pick-to-light), de alertas de levantamento da encomenda, de métricas de análise da velocidade da cadeia de abastecimento, entre outras

O investimento num software de gestão de stocks e armazéns da PHC é o primeiro passo para agilizar o processo de venda e diminuir o volume de devoluções, que online atingem os 30% em alguns casos e são responsáveis por perdas de lucro nas vendas a retalho.

Pense a longo prazo e opte pela tecnologia que contribua para uma correta abordagem de todo o processo.

Consulte a Winsig para saber como pode dar uma resposta rápida e mais eficaz aos seus consumidores, através de uma solução tecnológica colaborativa que traga inovação à gestão de stocks e armazéns da PHC.

Dora Loureiro – Winsig

Ler Mais

novas_tecnologias_os_melhores_aliados_de_uma_economia_global

Novas tecnologias: os melhores aliados de uma economia global

A globalização trouxe inúmeros desafios, nomeadamente para as empresas, que viram nesta evolução uma oportunidade para se expandirem territorialmente, dentro e fora do país. Esta proximidade comunicacional, que ultrapassa as barreiras geográficas, colocou as novas tecnologias em destaque. Porém, trouxe também riscos ao nível da segurança virtual e desafios para a estratégia empresarial a adotar numa economia aberta.

A pedido da Samsung foi elaborado um relatório, intitulado “The Future Laboratory”, que sugere que a tecnologia vai ser a base da economia, que até 2020 irá registar um aumento de startups, de trabalhadores independentes e de projetos inovadores. Como consequência, o processo de trabalho nunca mais será o mesmo e as empresas terão que adaptar as suas medidas de segurança virtual a procedimentos cada vez mais globais e expostas ao crime cibernético. O investimento em software adequado ao negócio, cujas plataformas garantam a segurança virtual dos dados, sem condicionar a sua escalabilidade e potencialidade de partilha de informação, será essencial para acompanhar as exigências da nova realidade empresarial.

Crime cibernético é a ameaça

Perante mercados em constante evolução, as empresas têm pela frente o grande desafio de proteger a sua informação de ataques do exterior. De acordo com o relatório, o crime cibernético tem um impacto global de 335 mil milhões de libras na economia mundial. Portanto, a segurança virtual é a palavra-chave.

Uma plataforma de gestão eficaz e eficiente terá impacto não só na organização do trabalho, mas também na salvaguarda dos dados do negócio. Especialmente num cenário em que a digitalização, o escritório móvel e o trabalho independente são as tendências para os próximos anos. Além do mais será o elo de ligação dos trabalhadores freelancer com o escritório. E estes profissionais, recorde-se, estão em crescimento. O relatório aponta que, em 2020, dos 63 mil milhões de dólares que se estima que serão aplicados na contratação, 10 mil milhões destinam-se a estes trabalhadores independentes.

Novas tecnologias: Chegou a Inteligência Artificial

A Inteligência Artificial (AI) será crescentemente uma aliada da tomada de decisões. Há que integrá-la nos processos da empresa e, para tal, o indicado será recorrer a consultores especializados em software de gestão. Até porque o investimento em plataformas inovadoras traz riscos de proteção desconhecidos, pelo que a assessoria nesta área será essencial.

Entre as novidades que vão instalar-se com a evolução da economia aberta, indica o relatório, estão as startups, sinónimo de inovação, que serão aliadas da grande indústria. Aliás, o documento revela que mais de metade das 500 maiores entidades públicas já têm parcerias com estas pequenas organizações, que têm a missão de fornecer soluções que impulsionem o desenvolvimento empresarial. Neste caso, o software de gestão e as plataformas de comunicação voltam a ter um papel de destaque, ao serem responsáveis pela interligação segura entre estes parceiros.

A AI será também responsável por libertar o trabalho humano das ações repetitivas, canalizando as tarefas do colaborador para áreas mais relevantes. Algo que já acontece, mas que adquirirá novo fulgor nesta era de economia aberta e digital.

As soluções apresentadas pela Winsig, parceiro oficial da PHC, trazem precisamente ganhos na exploração do potencial das equipas, que ficam libertas dos processos que podem ser automatizados. Agende uma reunião e conheça as ferramentas que serão fundamentais para o seu negócio enfrentar com sucesso os desafios do mercado global.

Dora Loureiro – Winsig

Ler Mais

marca_phc_regista_melhor_ano_vendas

Marca PHC regista o melhor ano de vendas

“A consciência que só é possível gerir uma empresa com uma aposta contínua em tecnologia” é o motivo por detrás do sucesso da marca portuguesa de software PHC, apontado pelo seu CEO, Ricardo Parreira. A empresa de desenvolvimento de ferramentas de gestão continua a bater todos os recordes, pelo segundo ano consecutivo. Em 2016, a PHC teve uma faturação de 10,4 milhões de euros, registando um aumento do volume de negócios em 15,1%.

Para Pequenas e Médias Empresas (PMEs) ou organizações com maior dimensão, que procuram melhorar as suas soluções de gestão, estes dados são um indicador a considerar na hora de escolher o software mais eficaz. Os resultados demonstram a qualidade dos seus produtos, a reputação e a confiança que a marca detém junto dos clientes.

Soluções da PHC têm 140 mil utilizadores

Os números do ano passado mostram que a empresa aumentou o número de clientes em 3%, um resultado que, de acordo com um comunicado da marca, está igualmente relacionado com o “reforço da presença da PHC no segmento mid-market e pelos bons resultados da aposta efetuada no ERP Web”.

Atualmente, a PHC destaca-se no mercado pela sua oferta de soluções, que estão especificamente direcionadas para os vários tipos de empresas. São elas:

PHC Enterprise CS: Indicada para médias e grandes empresas, esta ferramenta tira partido das análises de dados, da escalabilidade e fiabilidade da informação e das soluções de análise como complemento à tomada de decisão.

PHC Advanced CS: Trata-se de uma gama de gestão avançada para PMEs, direcionada para o controlo de áreas essenciais, como a financeira e comercial. Além disso, destaca-se pela facilidade de ser adaptado ao utilizador.

PHC Corporate CS: Adaptado para micro e pequenas empresas, que não têm mais de cinco utilizadores em simultâneo. Esta opção permite utilizar um software mais moderno, a preços acessíveis.

Para perceber qual a solução que melhor se enquadra no seu tipo de negócio, a Winsig, o maior e principal parceiro oficial da PHC em Portugal, disponibiliza um quadro comparativo das características de cada ferramenta de gestão.

PHC continua a apostar na inovação

A marca registou um aumento da faturação, a nível nacional, de 1,3 milhões de euros, e por isso continua a investir na inovação. Esta área estratégica cresceu 6%, alcançando os 1,7 milhões de euros.

Também a presença internacional se tem consolidado e já representa um volume de faturação de cerca de meio milhão de euros. Atualmente, a PHC opera em cinco países, distribuídos por três continentes. A mais recente aposta foi o mercado sul-americano, mais concretamente o Peru, em 2014.

Para conhecer os avanços tecnológicos da marca e as soluções que esta implementa, poderá recorrer aos parceiros oficiais da PHC. A Winsig é o principal Parceiro PHC Enterprise. A sua equipa garante que os projetos são implementados por consultores formados e certificados. Peça-nos um orçamento e descubra a melhor ferramenta PHC para a sua empresa.

Dora Loureiro – Winsig

Ler Mais

garanta_seguranca_do_seu_negocio_da_sua_empresa

Garanta a segurança do seu negócio e da sua empresa

Sabia que mais de 80% das empresas que responderam a um estudo da consultora EY revelaram que não estão preparadas para um ataque cibernético? E que dessas, mais de metade, não possui um plano de proteção para enfrentar os perigos virtuais? É caso para perguntar: e a sua empresa? Está equipada para enfrentar este perigo?

A prevenção deve ser a preocupação a ter sempre em mente. A probabilidade de ver a sua cibersegurança em risco é elevada, pelo que a melhor forma de lidar com um ataque deste género é agir antes que este aconteça. O estudo da EY realça precisamente a importância de olhar para a segurança como um pilar estratégico de qualquer empresa.

Mais de metade das empresas já sofreram um ataque cibernético

A EY auscultou 1.735 empresas, em todo o mundo, que atuam nas mais diversas áreas. Das inquiridas, 57% afirmaram que sofreram um ataque cibernético. Porém, mais de 80% admitiu que ainda não desenvolveu uma estratégia de defesa que corresponda às suas reais necessidades de proteção. Além disso, 89% confirmou que também não avaliou o impacto financeiro de um possível ataque.

Um ataque cibernético pode trazer perdas de dispositivos móveis, de dados importantes e origina a interrupção do negócio, o que afeta naturalmente a faturação (além dos custos associados para repor as áreas da empresa afetadas por esta intromissão).

Software de gestão é a resposta

Um software de gestão integrado com tecnologias que asseguram a proteção da empresa face a ameaças externas é uma das medidas de prevenção que trazem resultados. Desta forma, o seu negócio fica menos vulnerável. Por outro lado, um software de gestão coeso e completo permitirá ao seu negócio blindar a informação e preservá-la de ataques cibernéticos.

A prevenção é, por isso, o melhor investimento que pode fazer na segurança da sua empresa. Recorrer a uma equipa de consultoria, especializada em ferramentas de gestão integrada, é altamente recomendada quando se trata de proteger a sua informação. Consulte a Winsig e descubra o que podemos fazer pelo seu negócio.

Dora Loureiro – Winsig

Ler Mais