programas_contabilidade_certificados

TOC aconselha programas de contabilidade certificados

Empresários com contabilidade organizada não prescindem (nem podem) de um Técnico Oficial de Contas (TOC). Este profissional é responsável pela gestão de toda a área contabilista e financeira de uma empresa e, por isso, tem que estar equipado com as ferramentas e «software» adequados à atividade.
A maioria das pessoas desconhece que há legislação que define quais os programas de contabilidade certificados. Quem tem um TOC poderá pedir aconselhamento sobre o melhor «software» na hora de implementar o sistema. Negócios com menor dimensão continuam a necessitar de cumprir estes requisitos e, caso não tenham um TOC, podem consultar empresas especializadas em instalação e acompanhamento de programas de contabilidade, que sejam parceiros certificados pelas marcas oficiais.
Por exemplo, empresários cuja atividade implica faturação devem ter equipamentos que preencham os requisitos da portaria nº 22-A/2012, que estabelece todas as regras para programas de contabilidade e faturação que emitem talões, bem como aqueles que imprimem documentos para apresentar a clientes como comprovativo da entrega de bens ou prestação de serviços.

Uso de «software» de contabilidade certificado é obrigatório

Convém não esquecer que esta imposição se aplica apenas a empresários que têm que usar sistemas de faturação certificados pela Autoridade Tributária. Esta obrigação aplica-se a todos os sujeitos passivos de IRC e IRS, cuja atividade implica emissão de talões de venda. Mesmo quem não está abrangido pelas regras da referida portaria, deve conferir nas faturas de aquisição de bens ou serviços se constam a expressão «processado por programa certificado nº…».

Portanto, naturalmente cabe ao Técnico Oficial de Contas informar o empresário das novas obrigações e ajudá-lo a escolher um programa de contabilidade e de faturação certificado. Quando há a possibilidade de usar «software» não certificado, o TOC deverá verificar se cumpre os atuais requisitos. Em qualquer um dos casos, contactar uma empresa especializada em programas de contabilidade será uma mais-valia, já que é feita uma análise das necessidades e de novas formas de tornar a gestão financeira mais eficiente.

TOC tem a responsabilidade de indicar o «software» de gestão mais adequado

O TOC é quem melhor conhece as necessidades de gestão contabilística, legal e fiscal e tem obrigação de adequar de forma sustentada o dia-a-dia da empresa às suas obrigações legais e fiscais. Ao avaliar as necessidades de programas de contabilidade e gestão em geral, o Técnico Oficial de Contas ou contabilista pode sugerir a aquisição de um software mais completo, aproveitando para automatizar a atividade do cliente, de forma a que a inserção de dados e gestão de processos seja mais simples e eficaz.

Com a automatização da contabilidade, o TOC ou colaborador responsável pela área contabilística e de gestão terá mais tempo para avaliar novas formas de rentabilizar o negócio e assessorar o gestor na tomada de decisões.
Com a instalação de um software de contabilidade, faturação ou gestão de qualidade, a empresa terá maior produtividade e verá o retorno do investimento em pouco tempo. Isto porque verifica-se um melhor fluxo da informação, uma rentabilização dos stocks e dados detalhados sobre vendas, custos, despesas, etc. Esta noção global permite ao empresário ter uma visão estratégica sobre o seu negócio.

Aproveite a aquisição de «software» certificado para investir em programas de contabilidade e gestão alargado, que tornem os processos de uma empresa mais eficientes e rentáveis.

FacebookTwitterGoogle+