5_beneficios_trabalhar_software_gestao_phc

5 benefícios de trabalhar com software de gestão PHC

As empresas que usam o software de gestão PHC reconhecem que esta ferramenta é um poderoso aliado na administração do negócio. Se está a ponderar ou tem resistido a este investimento, apresentamos um conjunto de vantagens que provam que um programa para gerir a atividade compensa, e muito! Não só porque coloca a sua empresa em linha com a tendência de consumo atual, ou seja, prioridade para os smartphones e para o acesso imediato à internet, mas também porque traz uma nova era de competitividade, ao desmaterializar e agilizar os processos.

O software da PHC é uma solução à medida da sua empresa e dos seus objetivos. A marca oferece um produto modular, que se adapta à realidade do negócio a que se destina e que acompanha o seu crescimento, ajustando-se à medida que as necessidades evoluem. Além disso, detém opções especializadas para os vários setores de atividade e de negócio.

Eis as principais mais-valias do software de gestão PHC:

Simplificação do processo de controlo das finanças: Esta é uma das áreas que tem mais tarefas associadas. Desde pagamentos a gestão do fluxo de caixa, o gestor pode esquecer-se de algumas das suas atividades diárias ou não acompanhar as finanças do seu negócio conforme deseja. Para isso, existe o software de gestão PHC, que funciona como uma espécie de memória do gestor. Não só consegue acompanhar a atividade financeira da empresa em tempo real, a qualquer hora e a partir de qualquer lugar, como pode receber avisos sobre os pagamentos que tem para fazer, os recebimentos que estão para chegar, entre outras ações. Se tiver vendedores à comissão, o programa de gestão possibilita um melhor acompanhamento das vendas realizadas por cada um.

Gestão otimizada dos stocks e respetivos custos: Um programa de gestão possibilita o registo e acompanhamento de processos, assim como a sua distribuição pelos vários departamentos. Ao nível do stock, o software de gestão PHC permite acompanhar a entrada e saída de produtos, proporcionando-lhe os dados necessários para saber quando é necessário repor o stock, quais os artigos mais vendidos e estimar o tempo despendido nas entregas. Com esta visão integrada e acesso a relatórios detalhados sobre a atividade do armazém, poderá fazer uma gestão mais eficiente dos artigos e adequar a produção às necessidades.

Análise métrica do negócio: Se vender bens ou serviços, com um programa de gestão online, o colaborador insere no sistema o que foi vendido e qual o método de pagamento. Esta pequena ação é suficiente para emitir uma fatura para o cliente, dar baixa do artigo no stock e analisar, no futuro, o seu ciclo de vendas. Todos os dados que são inseridos no software vão facilitar o dia-a-dia do gestor, que pode acompanhar o desempenho do seu negócio à distância, acedendo a métricas, gráficos e relatórios sobre os seus produtos, o serviço prestado, as vendas, a satisfação do cliente, etc.

Agilização dos processos e rápida resolução de problemas: Se toda a informação da empresa está à distância de um clique, todos os processos da empresa são mais facilmente controlados, analisados e geridos. O software de gestão PHC tem a vantagem de poder ser acedido a partir de qualquer lugar e a qualquer hora. O facto de ser uma plataforma online permite ainda a comunicação em tempo real entre os vários departamentos e a partilha de informação, sendo mais simples gerir tarefas, fluxos de caixa e problemas. Aliás, havendo um controlo em tempo real de toda a atividade, é mais fácil prever e antecipar problemas, bem como solucioná-los assim que surgem.

Melhores decisões e estratégias: Se o gestor tem acesso a uma visão integrada de toda a empresa através de uma única plataforma, será mais fácil analisar os acontecimentos e tomar decisões. Com a gestão online, tem toda a informação que necessita (e detalhada) na palma da mão (caso esteja com um tablet ou smartphone) ou do computador. Por isso, também a estruturação e planeamento da estratégia a seguir para o futuro tornam-se mais simples, mais competitivas e menos arriscadas. Com o software de gestão PHC pode assumir com maior segurança o caminho a seguir.

Dora Loureiro – Winsig

Share
Ler Mais

software_erp_escolha_mais_88_empresas_portuguesas

Software ERP é a escolha de mais de 88% das empresas portuguesas

O software de gestão integrada (ERP – Enterprise Resource Planning) tem uma missão essencial para facilitar o trabalho de todos os colaboradores de uma empresa. É neste programa que constam todas as informações do negócio e dos respetivos departamentos, desde o financeiro, passando pelas vendas, marketing, logística, administrativo, etc. Este sistema tem a vantagem de interligar todas as fases do ciclo do negócio e de possibilitar a comunicação entre os intervenientes, em tempo real e sem a necessidade de reuniões presenciais.

Estes são motivos que têm contribuído para o reconhecimento do poder do software ERP. As empresas reconhecem as suas mais-valias e já não vivem sem este importante auxílio de comunicação e gestão.

Utilização de ERP de gestão empresarial perto dos 90%

Estudos recentes mostram que a boa circulação e automatização dos dados não são descuradas pelas empresas portuguesas. De acordo com o “Tendências do Mercado de software de Gestão Empresarial em Portugal 2017“, mais de 88% dos empresários a operar em Portugal recorrem ao software de gestão empresarial. Este valor representa um crescimento de 6,1% em relação a 2014.

Esta evolução deve-se às crescentes exigências do mercado global e à consciencialização de que o software de gestão é um importante aliado para aumentar a competitividade face à concorrência.

Grandes negócios lideram na utilização de software de gestão

As empresas com mais de 100 colaboradores, e sobretudo as que se dedicam à exportação, são as que mais recorrem às funcionalidades do ERP. O estudo referido alerta também que mais de 10% das empresas que empregam menos de cinco pessoas ainda não aderiram ao software ERP.

Os setores da construção e dos serviços são aqueles que estão aquém dos 90% de utilização destes programas. São também estes que menos tiram partido da cloud.

O software de gestão contribui para o sucesso da atividade empresarial, quer seja uma grande ou pequena empresa. Para quem ainda resiste a optar pelo investimento nesta solução, enumeramos alguns dos benefícios do ERP:

• Menor desperdício de tempo, menos erros e melhor gestão do trabalho dos colaboradores
• Automatização dos processos que se traduz na rapidez de circulação da informação e no aumento da produtividade
• Melhor gestão que significa cumprimento dos prazos de entrega
• Maior controlo do processo de vendas e melhor organização do stock

Vantagens que poderá conhecer mais pormenorizadamente ao recorrer a consultores especializados em software de gestão ERP

Dora Loureiro – Winsig

Share
Ler Mais

comprove_beneficios_software_gestao_administracao_empresas

Comprove os benefícios do software de gestão na administração de empresas

A evolução tecnológica não trouxe apenas desafios, mas igualmente benefícios para o dia-a-dia das empresas. O software de gestão PHC é exemplo disso. Os programas hoje permitem a organização da informação e dos processos, assim como o desenho de um sistema de comunicação ao alcance de todos e à distância de um clique.

Para que não fique para trás e obtenha o desejado tempo para se dedicar ao desenvolvimento dos objetivos e metas para a sua empresa, confie no melhor que a tecnologia tem para lhe oferecer. O investimento num software de gestão PHC é uma aposta com retorno. Saiba porquê…

Tesouraria em dia, de forma rápida e imediata

As tarefas diárias tornam-se automáticas e a burocracia é simplificada. Com um programa de gestão pode ter alertas para pagamentos e recebimentos, o fluxo de caixa é registado e facilmente acompanhado. Com a PHC passa ainda a aceder a relatórios sobre todas as transações financeiras e a aceder a toda a informação a partir de qualquer lugar, graças à integração com os dispositivos móveis.

Stock sob controlo

O registo e inserção de todo o stock num sistema de gestão como o PHC permite a integração dos vários departamentos da empresa, como as compras, vendas e financeiro, que passam a partilhar informação. Além disso, com um bom controlo do armazém, este torna-se mais organizado, sustentável e eficiente no que toca a receção e expedição de produtos. Tudo isto de forma automática, com menor margem para erro humano.

Monitorização das vendas

A integração online de toda a informação e do circuito de todas as operações é uma enorme ajuda para as equipas de vendas que podem mais facilmente acompanhar o processo de venda. Além disso, é essencial para fazer um acompanhamento pós-venda e desenvolver métricas de análise para cada produto. Desta forma, o gestor pode perceber o ciclo de vendas, quais os produtos mais procurados e traçar estratégias para o futuro.

Faturação electrónica

Neste caso, também a faturação é realizada via software de gestão PHC, o que poupa muito trabalho ao departamento de contabilidade. As faturas em papel tornam-se objetos do passado e é simplificada a comunicação da faturação e devidos encargos às autoridades competentes.

Rapidez na solução de problemas

Com um software de gestão online, os problemas que surjam na empresa têm uma resolução mais rápida. Como a informação está toda registada, é mais fácil detetar em que momento houve uma falha na cadeia de vendas. O controlo das atividades em tempo real permite solucionar os problemas o quanto antes.

Estas são apenas algumas das vantagens que um software de gestão pode trazer para a sua empresa. Para conhecer ao pormenor as soluções da PHC e qual a mais adequada à lucratização do seu negócio, consulte especialistas que sejam parceiros da marca.

A Winsig é o principal parceiro oficial na implementação de software de gestão PHC. Consulte-nos!

Share
Ler Mais

poupe_tempo_gestao_recursos_humanos_win_web_colaborador

Poupe tempo na gestão dos recursos humanos com o PHC CS Colaborador Web

Liberte o departamento de recursos humanos da sua empresa com o PHC CS Colaborador Web, uma ferramenta que permite a rápida execução de tarefas e a agilização das burocracias do dia-a-dia. Esta mais-valia administrativa possibilita a partilha de informação dentro e entre departamentos, bem como o acesso a partir dos mais variados dispositivos e ambientes, quer seja através do computador fixo da empresa ou de um dispositivo móvel.

Certamente já percebeu que a gestão dos colaboradores vai muito além do simples processamento de salários. Por isso, nasceu o PHC CS Colaborador Web, um software de gestão que introduz um método simples, eficaz e versátil na organização da informação, de modo a auxiliar as tomadas de decisão e, assim, potenciar o maior capital da sua empresa: os seus recursos humanos.

Quais as vantagens do PHC CS Colaborador Web?

Com a solução integrada no PHC CS, o departamento que gere os seus colaboradores terá ao dispor inúmeras funcionalidades que vão simplificar o dia-a-dia.

O PHC CS Colaborador Web traz como principais benefícios:

• A automatização do processamento salarial
• A realização de transferências bancárias do subsídio de alimentação para os vários tipos de cartão-refeição
• O registo das faltas dos colaboradores e respetivas despesas
• O registo e gestão das férias do pessoal
• A gestão das despesas com os colaboradores
• A organização da área de formação contínua
• A agilização do processo de recrutamento
• A facilidade de gestão do fundo de compensação do trabalho
• A integração da informação com outros departamentos, nomeadamente o financeiro
• O uso de ferramentas que permitem gerir eventuais penhores sobre salários, os rendimentos em espécie dos colaboradores, assim como as declarações fiscais e legais dos trabalhadores
• A emissão dos anexos do Relatório Único

Todas estas funcionalidades estão ao dispor de qualquer elemento do departamento de recursos humanos, remotamente, podendo ser geridas a partir de qualquer lugar ou horário.

Poupe tempo em burocracias

Com o PHC CS Colaborador Web liberta o departamento de recursos humanos de tarefas que podem ser executadas rapidamente e de forma automática pelo programa de gestão. Com esta ferramenta, é possível aceder ao software no escritório ou noutro lugar e, desta forma, consultar e editar dados. A plataforma é compatível com o smartphone e tablet, o que facilita a resposta quase automática às solicitações dos colaboradores. Além disso, assim que aprovados, os pedidos ou dados ficam imediatamente disponíveis no sistema.

Ter uma boa gestão de recursos humanos significa que, além de cumprir as suas obrigações, faz um acompanhamento do desenvolvimento profissional de cada colaborador e que se dedica a gerir todo o ciclo de tarefas, mostrando-se presente e empenhado em cumprir os objetivos definidos para a sua organização.

Com uma automatização do contacto entre os vários departamentos e a partilha de recursos entre equipas, a sua empresa torna-se mais competitiva na organização dos colaboradores. E com uma melhor gestão, a dinâmica de trabalho é mais motivadora e a retenção de talentos torna-se uma realidade.

Não perca mais tempo e consulte a Winsig para conhecer todos os benefícios que o PHC CS Colaborador Web traz para a sua empresa

Share
Ler Mais

descubra_6_passos_negocio_business_intelligence

Descubra em 6 passos se o seu negócio é business intelligence

No seu dia-a-dia empresarial certamente recorre às vantagens das plataformas eletrónicas e da evolução tecnológica para desburocratizar processos administrativos e para dinamizar os procedimentos internos. Por isso, é natural que pense que o seu negócio é um business intelligence. Porém, a tecnologia de business intelligence vai muito além da instalação de um software de gestão documental e administrativo.

De acordo com o principal analista da Forrester Research, Boris Evelson, um business intelligence pressupõe o funcionamento de uma estrutura complexa mas fácil de usar, dinâmica, rápida e eficiente. Ou seja, de uma plataforma que engloba todas as áreas vitais da empresa, desde os processos passando pelos recursos humanos, marketing, contabilidade e todos os departamentos envolvidos no desenvolvimento de um projeto.

Um business Intelligence está em constante melhoria

A tecnologia de business intelligence não é estática, nem fica obsoleta. Isto porque está em contínuo desenvolvimento e tem uma estratégia associada. Daí que o especialista indique seis passos necessários para a implementação de um business intelligence de sucesso. São eles:

Responsabilizar as unidades de negócios pelos projetos: Ou seja, o seu produto ou projeto é a prioridade e deve estar no poder de quem se relaciona com o cliente, seja presencialmente ou na comunicação online. Evelson sugere que o business intelligence deve estar ao serviço de quem desenvolve a estratégia do negócio e não limitar-se a uma tecnologia de informação que serve apenas para registo e arquivo de documentação. Os atuais softwares de gestão permitem aos utilizadores, nomeadamente o diretor comercial ou gestor de clientes, tirar relatórios, aceder a informação que considerem necessária para colocar o plano em marcha, de forma imediata e intuitiva.

Adaptar a estratégia de business intelligence às necessidades do negócio: O business intelligence não é uma simples ferramenta de procedimentos, é um parceiro da sua empresa. Isto porque estas tecnologias estão em constante evolução e são as principais responsáveis por simplificar a tarefa de monitorização do mercado. Há que avaliar o uso que está a fazer das ferramentas de business intelligence e de que forma pode adaptá-las para que sejam ainda mais eficazes na gestão do negócio.

A importância da validação: Esta deve centrar-se numa equipa reduzida para que seja garantida a fiabilidade dos dados. “É melhor ter menos coisas em que se confia do que ter muitas que levantam dúvidas”, explica o vice-presidente de operações da consultora de business intelligence WCI Consulting, Chris Hagans. E acrescenta que “a validação é crítica não só para garantir a precisão mas também para evitar o ceticismo”.

Business intelligence tem a missão de resolver problemas: A implementação de ferramentas de business intelligence apenas faz sentido quando a empresa tem necessidade de solucionar alguma situação. Caso contrário, os utilizadores não vão usar as tecnologias. Estes têm que sentir que o business intelligence é uma mais-valia que está a ajudá-los a ultrapassarem obstáculos. Por isso, antes de tornar o seu negócio num business intelligence identifique as necessidades para que possa tirar partido do seu potencial.

Estrutura assenta em hierarquias: A construção de uma estratégia de business intelligence assenta numa estrutura hierarquizada, criando uma certa ordem no uso das tecnologias. Além disso, esta deverá ter em consideração a possibilidade de mudar à medida que as prioridades também são alteradas. Baseia-se por isso numa lógica de funcionamento evolutiva e de constante análise das áreas em que não está a corresponder às necessidades.

Gestores não têm que ser “especialistas”: Espera-se que o número de operacionais nesta área sem formação específica tenda a crescer e a dar lugar ao que o vice-presidente de pesquisa da Gartner, Cindi Howson, chama de “profissionais analistas de informação intermédios”, que “conhecem o domínio comercial e as questões a serem feitas”, explica.

As tecnologias de business intelligence permitem por isso aos utilizadores acederem a relatórios e dados que contribuem para uma melhor visão e avaliação analítica do negócio, o que trará ganhos para a sua empresa.

Fale connosco para obter ajuda na análise do seu negócio e perceber como pode tirar partido do business intelligence.

Dora Loureiro – Winsig

Share
Ler Mais

protecao_dados_promete_revolucionar_tecnologia_informacao

Proteção de dados promete revolucionar a tecnologia de informação

A partir de maio de 2018, nada será igual nas empresas que trabalham com dados pessoais. O novo Regulamento Geral de Proteção de Dados (RGPD) vai obrigar as organizações que trabalham na União Europeia a cumprirem um conjunto de regras no que toca à privacidade e tratamento das informações pessoais. Se ainda não está a preparar-se para estas mudanças, saiba que as multas podem ser aplicadas a 4% do volume de negócios ou ir até aos 20 milhões de euros.

A tecnologia de informação terá aqui um papel fundamental, enquanto auxiliador das empresas na adaptação dos seus processos ao novo RGPD. Por isso, a primeira ação a tomar será verificar junto do seu fornecedor do software de gestão se este está a ser preparado para comportar a aplicação do novo regulamento. Quanto mais cedo verificar como está a tecnologia de informação usada pela sua empresa, mais fácil será evitar as multas ou os problemas decorrentes de uma mudança feita à última hora.

A PHC e a Winsig estão preparadas para o RGPD

A PHC tem estado a trabalhar no sentido de colocar os seus produtos em conformidade com o novo RGPD. Por isso, se ainda não conhece o software de gestão da PHC, é uma boa altura para contactar o parceiro oficial da marca, a Winsig, para descobrir como estes programas vão cumprir as boas práticas instituídas pelo RGPD.

A PHC integra inclusive o grupo de trabalho “Privacidade e Proteção de Dados”, da Associação Portuguesa de Software (ASSOFT), que reúne entidades dos setores financeiro, jurídico e criação de tecnologia de informação. Nesse âmbito, o software PHC terá em consideração a aplicação nas empresas do novo regulamento, nas suas mais diversas áreas, assim como o Manual de Boas Práticas para a implementação do RGPD, que está a ser desenvolvido.

Como adaptar a sua empresa ao RGPD?

O processo de mudança para um novo quadro legal de preservação de informações pessoais vai implicar um trabalho conjunto de todos os departamentos da sua empresa, desde a área jurídica, passando pelo marketing e implementação da tecnologia de informação.

No caso do software, a PHC está a trabalhar no sentido de garantir aos seus clientes que os programas de gestão utilizados cumprem o RGPD e requisitos, como certificar que as políticas de privacidade estão disponibilizadas de forma clara e concisa, que existe um responsável de proteção de dados, que os processos em curso podem ser alterados para as novas regras e que em todos os dados guardados consta o consentimento explícito do titular.

A tecnologia de informação instalada na empresa deverá ainda ter sistemas de deteção de intrusões, de cópias de segurança, mecanismos de encriptação de todos os equipamentos que têm dados pessoais, dos E-mails e da informação alojada na cloud. Em suma, o seu software de gestão terá que assegurar a autenticação e segurança no acesso a qualquer rede que contenha estes dados.

O novo regulamento traz novos procedimentos que as empresas terão que adotar para garantir a segurança e proteção dos dados dos respetivos titulares. O objetivo é tornar este processo mais eficiente e seguro.

Para assegurar que a sua tecnologia de informação está preparada para cumprir o novo regulamento consulte a Winsig, especializada em software de gestão da PHC.

Share
Ler Mais

nova_geracao_software_erp_traz_ganhos_para_empresas

Nova geração de software ERP traz ganhos para as empresas

Cloud computing, design inovador e intuitivo, adaptação às plataformas móveis e atualizações frequentes são características que fazem parte do software ERP da atualidade.

Com a inovação tecnológica, os programas de gestão foram sendo alterados de modo a acompanhar estas novas necessidades e a facilitar o processo de adaptação das empresas, sem grandes perdas de tempo na mudança ou atualização do software ERP. Daí que a maioria das soluções de hoje em dia sejam desenvolvidas diretamente na cloud.

Portanto, se quer migrar o seu programa de gestão para um que dê prioridade à mobilidade, sem ter de perder horas infinitas na redefinição do seu atual software, a aposta segura está nas soluções nascidas na cloud.

As vantagens são as seguintes:

Ponto de partida – base do software ERP: Os fornecedores de software ERP desenvolveram novos sistemas, de raiz, de forma a incorporar a legislação, normas, atualizações e adaptações mais recentes. Com um código “limpo” desde a base do programa torna-se mais fácil implementar o software e acrescentar os módulos que vão sendo necessários ao longo do tempo.

Mobilidade: O mobile veio para ficar e é já o meio privilegiado para todas as operações. Daí que o software ERP seja projetado para funcionar nos pequenos ecrãs, e não para se adaptar. A integração dos designers nas equipas de desenvolvimento de software contribuiu para a criação de interfaces mais simples e fáceis de utilizar. Nos dias de hoje, são já seguidas as diretrizes de desenho dos sistemas operativos Android e iOS. Esta atenção à mobilidade é igualmente visível no desenvolvimento de aplicações do software ERP para que o contacto do utilizador com o sistema esteja ao alcance de um clique.

Cloud computing: Cada vez mais, o software de gestão não está ligado ou dependente do servidor da empresa. Isto porque além de se tratar de um sistema limitado, os custos associados para resolver problemas de programação são bastante superiores. Assim, o investimento está a direcionar-se para o software em cloud, mais acessível para os programadores fazerem as intervenções necessárias.

Código uno: Com o desenvolvimento de raiz do software ERP, o código é o mesmo desde o início até às atualizações e adaptações do programa. O mesmo código melhora a eficiência do software, assim como a sua segurança. Em vez de corrigir os problemas gerados pelas versões antigas, estará a melhorar a solução que dispõe, reduzindo assim os custos com o software ERP.

Atualizações quase impercetíveis: A aposta no cloud computing implica um maior número de atualizações, para que o software ERP cumpra os seus propósitos. Contudo, as atualizações são ações bem mais transparentes para os utilizadores e rápidas. Isto porque num programa de gestão instalado a nível local, a probabilidade de ter que proceder à reimplantação do software é maior.

Atualmente, de acordo com a Gartner, os fornecedores de ERP criaram vários tipos de software “nascido na cloud“, enquanto outros redesenharam por completo os seus módulos.

Venha conhecer as nossas soluções na plataforma PHC. Somos o maior Parceiro da PHC Enterprise Partner.

Dora Loureiro – Winsig

Share
Ler Mais

gestao_armazem_garante_eficiencia_elevada_operacionalidade

Gestão de armazéns garante eficiência e elevada operacionalidade

O espaço onde guarda o seu stock é a peça-chave para que o negócio cumpra uma das suas premissas básicas: disponibilizar os artigos solicitados pelo cliente em tempo útil e dentro do prazo. Por isso, um armazém organizado é sinónimo de agilização de todos os processos e de consequente melhoria das vendas.

A gestão de armazém é atualmente mais simples, uma vez que os empresários podem recorrer a programas digitais de monitorização e organização de produtos / encomendas. Esta evolução do software de gestão, que disponibiliza ao gestor uma componente virtual interligada com a organização física do espaço, é uma mais-valia que deverá considerar para melhorar a eficiência dos seus armazéns.

O que é que a gestão de armazéns faz por si?

Um software de gestão aplicado na organização dos armazéns permite-lhe dividir o espaço pelas áreas e tipos de stock, mantê-lo acessível e atualizado, assim como libertar os corredores para a circulação dos colaboradores, cargas e descargas. Como? Através da disponibilização de toda a informação numa única plataforma, que vai transmitindo dados e alertas em tempo real, sempre que há alterações no stock. Tudo isto à distância de um clique.

Com a gestão de armazéns torna-se mais simples e prático:

Conhecer quais são os produtos mais vendidos: E isso será bastante útil para colocá-los nos pontos mais acessíveis do armazém, de forma a serem escoados rapidamente, reduzindo assim o tempo despendido na procura dos artigos. Com o software de gestão consegue visualizar no inventário o stock que tem mais saída.

Tudo registado: Ao recorrer a ferramentas digitais, não há forma de perder o rasto de algum artigo ou falhar o registo / atualização do stock. Todos os produtos são numerados, seccionados e rotulados com informação que corresponde à que consta no software de gestão de armazém. Assim, sabe sempre onde encontrar o que procura.

Stock atualizado ao minuto: Sempre que há uma aquisição, o software atualiza o stock de produtos em tempo real, para que tenha sempre conhecimento do número de produtos que dispõe, e envia relatórios para mantê-lo informado sobre a necessidade de repor o stock.

Opte por um software adaptado ao seu negócio

A gestão de armazém traz ganhos em termos financeiros e de satisfação do cliente. A escolha de uma solução que seja adaptada ao seu negócio permite-lhe agilizar a gestão de stocks, logística e armazéns. O WIN Armazéns, por exemplo, é uma solução desenvolvida especificamente para ambientes mobile, que tem como vantagens a disponibilização do registo de dados por código de barras e o interface em modo touch. Além disso, pode ser integrada com as gamas do ERP PHC CS Desktop para uma atualização em tempo real dos produtos no seu armazém.

Com o WIN Armazéns obtém um software de gestão que:

• Regista os dados junto da mercadoria ou em ambientes inadequados à utilização de um posto de trabalho
• Se adapta aos diversos setores de atividade: quer façam a gestão de produtos com ou sem lotes, usem números de série, diferentes cores e tamanhos
• Imprime etiquetas a partir dos terminais
• Assenta na utilização de dados e fluxo documental do seu ERP para colocar em execução os processos de armazéns e logística
• Lê e escreve dados em tempo real ou por sincronização de forma direta no ERP, não havendo necessidade de importação e exportação de ficheiros

O WIN Armazéns é uma solução de gestão de armazém desenvolvida pela Winsig. Consulte-nos para conhecer o programa.

Dora Loureiro – Winsig

Share
Ler Mais

internet_ganha_televisao_oportunidade_para_gestao_online

Internet ganha à televisão e é oportunidade para gestão online

Mais de metade dos portugueses que são clientes de pacotes de telecomunicações consideram que o telefone fixo é irrelevante. Esta é uma das conclusões da plataforma ComparaJá.pt. Este serviço tem uma ferramenta de comparação dos vários pacotes de televisão, internet, telefone fixo (3P) e telemóvel (4P), que tem permitido perceber quais as tendências de consumo dos portugueses.

Comparando estes serviços, é possível apurar que as empresas de gestão online podem e devem continuar a explorar este mercado, que veio decididamente para ficar: o mercado virtual e o desenvolvimento de plataformas, produtos e serviços específicos (e não adaptados) para este canal de comunicação.

Gestão online é oportunidade para particulares e empresas

Se a avaliação da referida plataforma permite afirmar que a população dá mais importância à qualidade do serviço de internet no momento de escolher o pacote de telecomunicações, o mesmo se aplica ao mercado empresarial. No caso dos pacotes 4P, o telemóvel é o mais importante para 24% dos subscritores e muito importante para outros 64%, é possível perceber que o potencial cliente de qualquer empresa dá muita relevância à rede móvel. Portanto, se este é o meio preferencial e mais utilizado pelos consumidores, será a plataforma a considerar pelas empresas para chegarem ao seu público-alvo.

Aliás, essa adaptação é realçada por José Figueiredo, diretor-geral do ComparaJá.pt. “Precisamos que o mercado comece a disponibilizar pacotes com tv e internet, bem como pacotes com tv, internet e telemóvel, que sejam competitivos e que se adequem às exigências dos clientes”, alerta.

Esta comparação permite também avaliar o mercado por regiões, isto é, perceber onde estão os consumidores mais adeptos das redes móveis. A gestão online é uma aposta vencedora, especialmente para quem tem clientes nas ilhas. É verdade. Madeira e Açores são as zonas do país em que há maior procura de pacotes com serviços de televisão, internet, telefone fixo, telemóvel e banda larga móvel. Em Portugal Continental, Aveiro e Castelo Branco estão no topo das regiões que mais procuram serviços de telecomunicações, seguindo-se Leiria. Viana do Castelo é a zona em que há menor procura dos serviços base (pacotes 3P).

Olá rede móvel, adeus telefone fixo

Estes dados são igualmente importantes para os gestores de marketing e de canais digitais. Ao entenderem esta tendência de consumo, vão adaptar toda a comunicação, não só da empresa com o cliente, mas também a nível interno, à rede móvel. Por exemplo, investir num software de gestão online traz benefícios não só na relação vendedor-cliente, mas também colaborador-colaborador, pois uma equipa que trabalha em rede é sem dúvida mais eficiente.

A gestão online é essencial para a atualização em tempo real sobre os processos e sobre o que está a acontecer ao negócio. Facilita a gestão de tarefas e desburocratiza a atividade, através do rápido acesso a relatórios completos. Além de que traz benefícios financeiros, ao permitir um melhor controlo dos gastos, das vendas e do stock.

Conhecer este mercado e as oportunidades que traz em termos de gestão online vai tornar a sua empresa mais competitiva e colocá-la um passo à frente da concorrência. Se não sabe como se adaptar a estes novos tempos, solicite ajuda a empresas de consultoria, como é o caso da Winsig.

Dora Loureiro – Winsig

Share
Ler Mais

softwares_gestao_sao_essenciais_para_enfrentar_nova_protecao_dados

Softwares de gestão são essenciais para enfrentar nova proteção de dados

O Regulamento Geral sobre a Proteção de Dados (RGPD) foi aprovado pelo Parlamento Europeu em 2016 e entrará em vigor a 25 de Maio de 2018. A partir dessa data, todas as entidades públicas e empresas privadas que tratem dados pessoais passam obrigatoriamente a identificá-los enquanto pessoas singulares. Para quem não tem um fornecedor de softwares de gestão que incluam a adaptação a esta mudança, terá maior dificuldade em implementar todas as normas procedimentais.

Este regulamento vai alterar profundamente o paradigma atual das empresas, porque no dia-a-dia de uma organização é usual a troca de cartões-de-visita numa ação comercial ou, por exemplo, numa atividade de cobranças usarem-se os dados do indivíduo responsável pela resposta numa ação de cobranças. Com as novas regras, numa qualquer ação de marketing, o uso do E-mail ou telefone presentes no cartão de visita, ou o uso do E-mail que identifica um indivíduo como responsável de cobranças, terá de passar a ser previamente autorizado pelo mesmo. Autorização essa que terá de ser explícita e condicente com as políticas de segurança de dados pessoais usados na empresa – onde deverá estar mencionado o direito ao esquecimento, que é uma das importantes novidades desta norma. Esta autorização deverá ser guardada e evidenciada sempre que solicitada pela autoridade fiscalizadora, Comissão Nacional da Proteção de Dados (CNPD).

Softwares de gestão serão determinantes para cumprir o regulamento

Para se preparar para aplicar o novo regulamento, o primeiro passo a dar deverá passar pela nomeação de um Encarregado da Proteção de Dados (DPO). Ou seja, alguém com alguma aptidão informática e ao mesmo tempo conhecedor dos processos da organização. Normalmente, em entidades mais pequenas, o ideal será atribuir essa responsabilidade ao CEO.

Este DPO terá a missão de fazer um levantamento de todos os processos que possam usar dados pessoais e que identifiquem pessoas singulares, bem como um levantamento de todos os meios informáticos usados na atividade, que envolvam dados pessoais e que estejam sujeitos a furtos e evasões informáticas. Este levantamento vai possibilitar a definição de medidas a aplicar e a escolha dos softwares de gestão mais adequados, junto dos seus parceiros tecnológicos. O ideal será contactar consultores de softwares de gestão que conheçam o RGPD, o possam aconselhar e oferecer soluções de acordo com a norma.

Investir no programa de gestão correto significa menos riscos

Os softwares de gestão ERPs, CRMs, são fundamentais na área da implementação e controlo das normas indicadas no regulamento. Espera-se que, até Maio de 2018, as empresas de programas de gestão terão munido os seus softwares de ferramentas que irão ajudar o DPO e os seus utilizadores nestas tarefas, de modo a cumprir o regulamento e garantir que a sua empresa está em conformidade. Ao contar com este apoio no controlo dos processos da empresa, estará a evitar irregularidades. Até porque as coimas poderão atingir os 20.000.000€ ou 4% do volume de negócios mundial da entidade em causa, consoante o montante que for mais elevado.

Tecnologicamente, ao nível de softwares de gestão, poderão ser implementadas medidas com apoio do(s) seu(s) parceiro(s):

• Garantir a encriptação e a deteção de intrusões em aparelhos que contenham dados de pessoas singulares e que circulam fora dos meios conhecidos da empresa (por exemplo: portáteis, telemóveis, cloud’s, etc.)
• Garantir a deteção de intrusões na rede interna da empresa (por exemplo: antivírus, firewalls, etc.)
• Garantir o funcionamento de formas de autenticação e encriptação no acesso às redes internas (por exemplo: terminal servers, VPN’s, etc.)
• Implementar um sistema de cópias de segurança fiável
• Encriptar todos os ficheiros que contenham listas de dados pessoais e que não sejam sujeitos a uma forma de autenticação (por exemplo: Excel, Word, etc.)

Certamente, existem entidades que já estão a implementar a norma, enquanto outras ainda nem sequer começaram a pensar nisto. No caso das últimas, esta é a altura certa para o fazer, uma vez que, mesmo que a 28 de maio não esteja concluída a implementação, podem já mostrar evidências à autoridade fiscalizadora (CNP).

Marco Carapinha – Winsig

Share
Ler Mais

a_sua_empresa_esta_apta_para_proteger_dados

A sua empresa está apta para proteger dados?

A sua empresa está apta para proteger dados?
Falta menos de um ano para a entrada em vigor do Regulamento Geral de Proteção de Dados (RGPD), um conjunto de novas normas que se aplicam a todas as empresas que processam dados pessoais na União Europeia. Importa por isso perceber se as organizações portuguesas estão preparadas para as alterações que aí vêm. Um estudo da Kaspersky Lab indica que os especialistas em tecnologia de informação nacionais admitem não estar totalmente sensibilizados e capacitados para lidar com as novas regulamentações europeias.

O RGPD será implementado a 25 de Maio de 2018, pelo que todas as empresas especializadas em tecnologia da informação têm poucos meses para conhecerem o novo regulamento. De acordo com o referido estudo, Portugal, Bélgica, Dinamarca e Noruega estão na lista dos países inquiridos que demonstraram maior desconhecimento em relação ao novo regulamento.

Índice de confiança dos especialistas de tecnologia de informação é baixo

Na prática, apenas cerca de 30% dos entrevistados portugueses mostrou-se confiante em relação às alterações que serão introduzidas com o novo regime. Atrás do nosso país surgem a Bélgica e a Noruega. Para o diretor-geral da Kaspersky Lab Iberia, Alfonso Ramirez, “a falta de conhecimento e atitude perante o RGPD demonstradas pelos profissionais de TI em toda a Europa é preocupante. Muitas empresas estão a colocar-se a si próprias e aos seus clientes em risco ao não adotarem medidas vitais neste momento, na forma como a informação pessoal é recolhida e protegida. A boa notícia é que muitas empresas estão já a praticar boas medidas de gestão de dados, portanto, apesar de parecer uma tarefa gigantesca, muito do trabalho de base já está feito para garantir total conformidade com o regulamento a 25 de maio de 2018″. Recorde-se que o prazo estipulado para a adaptação ao novo regulamento é igual para todos os países da União Europeia, “independentemente do seu tamanho, indústria ou localização”. França, Alemanha, Itália, Espanha, Holanda e Reino Unido são bons exemplos de nações que estão preparadas e comprometidas em cumprir as normas a implementar pelo RGPD.

Má adaptação ao RGPD acarreta prejuízos financeiros

“As medidas devem ser tomadas agora para garantir que não existem lacunas nos procedimentos de gestão de dados antes da fúria das autoridades reguladoras tornar o RGPD num remédio amargo, em vez de uma boa decisão para a segurança dos dados de uma organização”, alerta Alfonso Ramirez.
Estar apto a processar os dados pessoais de acordo com as normas da União Europeia é essencial para evitar multas pesadas e, consequentemente, impactos negativos na área financeira da sua empresa. Daí que a inclusão deste novo regulamento no programa de gestão utilizado pelos especialistas em tecnologias de informação seja já uma preocupação assumida por várias empresas de desenvolvimento de software.
Atualmente, as organizações estão em contagem decrescente para a adaptação da sua estrutura às futuras exigências europeias, pelo que é o momento indicado para se comprometerem com o RGPD e implementarem as mudanças necessárias no dia-a-dia empresarial, sob pena de ficarem sujeitas a serem multadas.
O estudo da Kaspersky Lab inquiriu mais de 2.000 especialistas em tecnologia de informação, a trabalhar em empresas com mais de 50 colaboradores e a operar em 11 países da União Europeia: Reino Unido, França, Alemanha, Itália, Espanha, Portugal, Bélgica, Holanda, Suécia, Dinamarca e Noruega.

Não corra riscos, consulte a equipa especializada da Winsig para conhecer as boas práticas de gestão de dados e as soluções mais indicadas para a sua empresa.

Dora Loureiro – Winsig

Share
Ler Mais

5_bons_motivos_para_usar_programa_relatorios

Há 5 bons motivos para usar um programa de relatórios

Perde horas e horas a preparar relatórios e sente que lhe sobra pouco tempo para se dedicar à sua atividade comercial? Provavelmente está a usar a ferramenta de emissão de relatórios errada ou ainda não passou para o outro nível de automatização de processos. Atualmente, o mercado dispõe de soluções que dispensam o uso de meios tradicionais, como o registo manual ou a comparação de dados em formato papel. A mais-valia? Com um ou poucos cliques tem acesso a toda a informação que necessita, emite automaticamente relatórios e ainda acede a análises e cruzamentos de dados.

Um programa de relatórios permite-lhe medir de forma fiável e segura as métricas da sua empresa. Isso desencadeia um ciclo de consequências positivas para o negócio: otimização de processos, acesso imediato ao volume de negócios, à capacidade de produção, ao desempenho financeiro, ao grau de satisfação do cliente, às vendas, lucros e custos, entre outras vantagens.

5 bons motivos para investir num programa de relatórios

Permite definir o benchmarking: Este processo consiste na procura de melhores práticas de mercado, comparando o negócio com a concorrência e assim definir qual o caminho a seguir rumo ao êxito. Um programa de relatórios faz parte desse trabalho, já que lhe dá ferramentas para avaliar o desempenho da sua equipa. Por outro lado, as novas soluções de gestão possibilitam novos meios para conhecer o cliente e definir o seu perfil. Este é um ponto importante para direcionar as vendas, aplicar novas ideias ou desenvolver novos produtos.

Monitorizar e medir a capacidade de trabalho: A produção de relatórios sobre todo o ciclo de vendas dá ao gestor o conhecimento necessário para avaliar o desempenho da sua equipa e identificar os pontos em que esta pode melhorar. A mesma regra é válida para os colaboradores que, ao acompanharem a evolução dos seus contratos e angariações, têm uma visão integrada das suas tarefas e uma melhor perceção das suas falhas.

Uniformização de relatórios: O recurso a uma ferramenta de emissão de relatórios apresenta a mais-valia de gerar relatórios em conformidade com o que se pratica a nível nacional e internacional. Será muito útil para reuniões fora da empresa, em que seja necessário apresentar relatórios. Se todos seguem a mesma estrutura e regras, será mais fácil para os agentes externos analisarem a informação. Além de que estará a apresentar os dados de acordo com as conformidades exigidas por lei, evitando assim multas.

Melhoria do desempenho: Se todos os elementos da empresa têm acesso a um programa de relatórios que disponibiliza em tempo real toda a informação sobre o desempenho do negócio, estão mais capazes de definir eixos estratégicos e de tomar as decisões importantes. Se as escolhas são acertadas, a produtividade e o lucro também aumentam.

Boa performance na comunicação: Esta é uma das grandes vantagens do software de gestão e das ferramentas de emissão de relatórios. A comunicação entre todos os elementos da cadeia de negócio, desde a produção até à entrega ao cliente, torna-se mais simples, rápida e desburocratizada. Acabam-se as reuniões presenciais ou a espera pelo envio de informações. Com estas soluções, as equipas estão em permanente contacto, mesmo quando não estão na empresa.

Investir num programa de relatórios significa aumentar o desempenho do seu software de gestão e otimizar o seu negócio. O resultado? Clientes e colaboradores satisfeitos, que contribuem para melhores e mais vendas.

Contacte-nos!

Dora Loureiro – Winsig

Share
Ler Mais

invista_software_venda_para_clientes_fidelizados

Invista em software de venda para clientes fidelizados

Todos os empresários que vendem produtos ou serviços têm um objetivo comum: transformar o processo de compra numa experiência única e satisfatória ao ponto do cliente querer repetir. A fidelização dos consumidores não se esgota no momento da aquisição. É um caminho que se prolonga no pós-venda, que é a fase em que o cliente mais precisa de atenção e de ter a certeza de que não foi esquecido.

O recurso a um software de venda que contemple ferramentas direcionadas para o departamento do pós-venda é determinante para o sucesso da sua empresa. As empresas especializadas em software de venda têm desenvolvido as suas versões adaptando-as aos canais tradicionais de pós-venda, bem como aos novos meios de comunicação: as redes sociais.

Facebook, Linkedin, Whats App, Instagram, Youtube e outros canais digitais são cada vez mais usados pelos empresários para fidelizar e alcançar novos clientes.

Sabe como aproveitar o software de venda nesta era digital? Explicamos em 6 passos

Tire partido dos E-mails: É uma solução barata e a mais eficaz para entrar em contacto com os seus clientes. Nos dias de hoje, o E-mail é o meio privilegiado de troca de correspondência. Além disso, permite ao empresário dar espaço ao cliente para que este responda quando tiver tempo livre. Pelo E-mail poderá enviar inquéritos de satisfação, mostrar-se disponível para o consumidor e dar a conhecer as novidades da loja.

Mantenha o contacto com o cliente: Embora o telefone ainda seja o meio preferido da maioria dos vendedores para contactar os seus clientes, pode não ser a melhor escolha. Se ligar num momento inadequado, poderá causar má impressão. Por isso, o contacto telefónico é importante não para chamadas de avaliação da venda, por exemplo, mas sim para o envio de sms em ocasiões especiais, como o aniversário do seu cliente ou o lançamento de uma campanha de descontos.

Invista nas redes sociais: Já fazem parte do dia-a-dia da maioria da população e há muito que deixaram de ser apenas um meio de convívio social. As redes sociais são importantes ferramentas de trabalho e devem ser exploradas para a comunicação de informações de relevo, como o lançamento de um novo produto ou a oferta de um desconto. A população passa cada vez mais tempo ligada às redes sociais, pelo que são um bom meio para fazer chegar rapidamente a mensagem ao cliente.

Premeie os clientes fiéis: Quem compra no seu negócio, seja pela primeira vez ou de forma regular, deve ser beneficiado por isso e, sobretudo, deve sentir que tem privilégios por ser fidelizado. Ou seja, avise-o assim que chegarem novos produtos que são do seu interesse. E para conhecer os gostos de cada cliente, encontra no software de venda o maior aliado. Esta ferramenta é a base de dados que necessita para criar o histórico de cada cliente, as suas preferências, as suas compras e pesquisas, e assim adaptar as ofertas / descontos a cada cliente.

Aposte na informação: Além de oferecer os seus produtos ou serviços, invista também na comunicação da marca. O envio de newsletters, manuais ou outros materiais informativos com dicas e novidades sobre a área dos artigos vendidos são iniciativas que vão causar boa impressão.

Adapte o software de venda: Ema ferramenta de gestão ERP é a melhor aliada nesta tarefa de fidelizar clientes. O software de venda possibilita que, de forma rápida e eficiente, aceda a todos os dados pessoais dos clientes, bem como ao seu percurso detalhado na sua empresa: histórico de compras, trocas realizadas, descontos que utilizou, produtos que reservou, etc. Esta solução traz benefícios para o pós-venda e para a delineação da estratégia de vendas e de marketing.

O investimento num software de venda é, por isso, uma opção a considerar por todos empresários, inclusive aqueles que detêm negócios mais pequenos. Antes de tomar uma decisão, consulte os especialistas em software de gestão.

Dora Loureiro – Winsig

Share
Ler Mais

aposte_seguranca_cloud_software_gestao

Aposte na segurança na cloud com um software de gestão

A consultora Gartner estima que a indústria da segurança que assenta na cloud vai crescer 21% este ano face a 2016, alcançando os 5,9 mil milhões de dólares. Prevê-se ainda que, em 2020, o valor seja de 9 mil milhões e que serão as PMEs as principais responsáveis por este crescimento.

Diz a consultora que a Gestão de Acesso e Identidade (IAM) e segurança de web e e-mails continuam a ser as três prioridades das organizações na cloud. As ofertas emergentes estão entre os segmentos de rápida expansão e incluem capacitação de inteligência de ameaças, sandboxes de malware e encriptação de dados baseados na nuvem, gestão de proteção de endpoint, inteligência de ameaças e firewalls para aplicações da web”.

Estes números mostram que os gestores estão cada vez mais sensibilizados para a necessidade de salvaguardar o seu negócio e que a presença no meio digital implica cuidados acrescidos.

Empresários reconhecem necessidade da segurança na cloud

O gestor do século XXI está ciente não só dos benefícios que o armazenamento e partilha de dados na cloud trazem para o dia-a-dia da empresa, mas também dos riscos. E as ameaças cibernéticas são as mais preocupantes. Se, por um lado, as aplicações na cloud trazem um mundo de oportunidades, sobretudo de diminuição de custos, a segurança é igualmente um desafio, já que as informações ficam mais vulneráveis.

Por esse motivo, a Gartner lembra que “a habilidade de alavancar controlos de segurança que são entregues, atualizados e geridos na nuvem – e, portanto, que implicam menos tempo e custo de implementação e manutenção – representam um grande valor para as organizações”.

A escolha do software de gestão

A adaptação em segurança para este novo modelo de negócio obriga a uma escolha certeira do software de gestão. O Drive FX da PHC é uma solução completa que possibilita a faturação, registo de dados, gestão de stocks e partilha de documentação na cloud. A escolha de um parceiro com experiência comprovada em software de gestão e de confiança é muito importante para garantir ao seu negócio a desejada segurança na cloud.

A PHC tem investido em investigação e desenvolvimento para cumprir as exigências ao nível da inovação que o mercado atualmente impõe. Estas soluções dão liberdade ao empresário para escolher as ferramentas que são mais indicadas para o seu negócio e, como apresentam serviços na cloud, são uma mais-valia para a agilização da atividade empresarial.

A Winsig é o parceiro oficial da PHC em Portugal e detém a experiência necessária para garantir a implementação das melhores soluções e o seu funcionamento em segurança na cloud. Peça a nossa opinião.

Dora Loureiro – Winsig

Share
Ler Mais

saiba_quais_os_erros_evitar_na_gestao_da_sua_loja_online

Saiba quais os erros a evitar na gestão da sua loja online

Ter uma loja online é um imperativo da globalização e uma necessidade para alcançar uma quota de mercado cada vez mais dependente das novas tecnologias. A adaptação às novas tendências de consumo é um desafio, que deve ser planeado e gerido ao milímetro para alcançar o sucesso nas vendas via internet.

É por isso que a implementação de um software de gestão traz inúmeros benefícios para este negócio. Estas ferramentas permitem reduzir o tempo operacional, ao disponibilizar soluções para o planeamento dos projetos, distribuição de tarefas, gestão de fluxos de trabalho, emissão de relatórios, comunicação entre equipas, entre outras possibilidades.

A escolha de um software de gestão que contemple o seu negócio em todas as vertentes, incluindo a online, vai salvaguardá-lo de cometer os erros mais comuns associados a este tipo de negócio.

4 erros a evitar na sua loja online

Não definição dos objetivos: Criar metas para cada equipa e objetivos comuns para todos os colaboradores é o ponto de partida para uma boa gestão de um negócio, seja online ou de vendas em espaço físico. E, para auxiliar no cumprimento desses objetivos, a escolha de um software de gestão que cumpra os parâmetros de usabilidade, que seja intuitivo e eficaz vai influenciar directamente a capacidade e o tempo de adaptação do colaborador à plataforma.

Uso de programas pouco intuitivos: Quanto menos complexo, mais fácil será aprender a utilizá-lo e mais eficiente será a sua implementação. Assim, será possível diminuir a margem de erro humano. Para promover uma fácil adaptação dos colaboradores ao programa de gestão, escolha uma equipa de consultores que acompanhe a implementação do software, desde a sua definição, à sua execução e pós-implementação.

Não definir prioridades: Assim como os respetivos prazos para a sua execução. Num sistema de gestão simples e eficaz, o gestor pode analisar o negócio na sua globalidade e delinear as ações prioritárias para o sucesso da sua loja online. Definindo este ponto, poderá com o programa de gestão criar fluxos de trabalho, partilhar a informação entre departamentos, criar alertas e lembretes para os prazos de conclusão das tarefas, agilizando o trabalho de equipa. Com as novas tecnologias, há ainda a possibilidade de promover a partilha de informação na cloud, através da criação de permissões.

Má gestão de tarefas: A atribuição de competências e escolha dos profissionais com o perfil indicado para cada tarefa é essencial para o sucesso de todo o processo de gestão. O recurso a um software adequado revela-se uma ferramenta que permite analisar o desempenho de cada colaborador, os seus relatórios e interações na equipa. Estas são questões muito importantes para perceber qual a tarefa mais indicada para cada colaborador e quais as atividades em que este está mais à vontade e motivado.

Portanto, a escolha do sofware de gestão adequado é um dos grandes segredos do sucesso destes negócios. Na implementação da sua loja online, consulte a equipa especializada da Winsig para conhecer as soluções mais indicadas para a sua empresa.

Dora Loureiro – Winsig

Share
Ler Mais

phc_cs_nova_versao_para_gerir_contabilidade

PHC CS tem nova versão para gerir contabilidade

A v21 de Taxonomias do PHC CS é a mais recente atualização da suite de aplicações de negócio. Foi lançada a 1 de Julho e está adaptada aos novos requisitos legais do SAF-T (PT) e contabilísticos, que incluem as alterações necessárias para enquadrar a nova tabela de Códigos de Taxonomias. A atualização dos códigos fiscais destina-se a uniformizar todos os dados que são transmitidos ao Estado. O conceito Taxonomia diz respeito ao sistema de codificação que faz a correspondência entre códigos de contas. Além disso, o v21 tem um módulo que dá aos colaboradores uma nova autonomia.

Em comunicado de imprensa, a Chief Operations Officer da marca, Cláudia Raposo, diz que esta nova versão do PHC CS apresenta um “conjunto de outras novidades que permitem reduzir os processos administrativos e preparar melhor as empresas para os desafios dos mercados”.

V21 do PHC CS apresenta o Colaborador Web

Esta ferramenta foi acrescentada à plataforma para que os seus utilizadores tenham a opção de inserir e consultar diretamente todos os dados que lhe dizem respeito e que se encontram no sistema. Assim, o colaborador tem liberdade para marcar férias, registar faltas, imprimir os seus recibos de vencimento ou introduzir as suas despesas, sem ter que recorrer ao departamento administrativo, que desta forma fica com mais tempo para realizar outras tarefas.

O PHC CS é o software de gestão que se enquadra no ritmo de trabalho da chamada geração millenial, que está habituada ao uso da tecnologia para facilitar o seu dia-a-dia e que procura nestas ferramentas eficiência e possibilidade de escolha.

Vários módulos, múltiplas soluções

Este software de gestão está dividido em vários módulos, para que os seus utilizadores tenham ao dispor várias possibilidades e soluções para os seus desafios. É, por isso, um programa que se adapta à sua empresa e não o contrário. O facto de estar em constante atualização e certificado para todas as alterações legais são mais-valias que colocam a PHC no topo das marcas de referência na área de gestão empresarial.

Com o v21 poderá criar múltiplas sub-redes dentro da rede e desta forma partilhar informação com estas equipas. Por outro lado, nesse âmbito pode ainda criar “redes preferidas”, ordená-las e segui-las da forma que entender.

O PHC CS está disponível nas gamas Corporate, Advanced e Enterprise, dando assim resposta às especificidades dos vários tipos de negócio, desde os mais pequenos aos de maior dimensão.

Venha conhecer o PHC CS v21 junto do seu principal parceiro certificado, a Winsig. Consulte a nossa equipa para mais informações.

Dora Loureiro – Winsig

Share
Ler Mais

conheca_tendencias_dos_programas_gestao

Já conhece as tendências dos programas de gestão?

Há um relatório da Technavio que aponta as tendências de evolução do mercado de programas de gestão para os próximos quatro anos. Após as tecnologias baseadas na cloud (nuvem), a grande questão é o que se espera para o futuro próximo em termos de desenvolvimento e inovação neste segmento. De acordo com o estudo, esta tendência de adaptação dos programas de gestão às necessidades das empresas, que advém da entrada nas redes sociais, no marketing digital e na criação de conteúdos de branding digitais, é para continuar.

A curto prazo, o relatório aponta três principais tendências, que vão inovar este mercado cada vez mais global.

Conheça as tendências dos programas de gestão

Marketing omnichannel: Haverá um maior recurso a vários canais, em simultâneo, o que implicará dos programas de gestão uma resposta integrada para lojas móveis, trabalho no escritório, no terreno, marketing e vendas à distância. Daí que seja necessário um trabalho continuado na construção de ferramentas de integração da informação que chega dos vários canais e na disponibilização de relatórios, análises em tempo real, dados analíticos sobre a taxa de conversão dos potenciais clientes em clientes efetivos, etc.

Portanto, a evolução natural de software como o PHC será no sentido de auxiliar as empresas a controlar a qualidade, ao mesmo tempo que reduzem o tempo de entrega, de faturação e de acompanhamento das encomendas.

Marketing desenvolvido a partir dos dispositivos de localização: Esta é uma tendência que já se verifica e que continuará a desenvolver-se. Os programas de gestão ajudam os empresários a conhecer o ciclo de vendas do produto e o ciclo de compras do cliente. Estas ferramentas estão cada vez mais inovadoras no âmbito da localização dos potenciais clientes, através da deteção das suas pesquisas via GPS nos smartphones e memorização do seu histórico de navegação num site. A tecnologia vai apurar esta capacidade dos equipamentos móveis, que serão os melhores auscultadores do mercado, dos seus gostos, desejos e impulsos. No futuro, essa monitorização será integrada no software de gestão. Assim, será mais fácil ajustar os produtos e dar ao cliente exatamente aquilo que ele procura.

Programa de gestão como ferramenta de previsão de tendências: O crescente acesso ao histórico de pesquisas e compras dos clientes vai permitir incorporar nos programas de gestão mais e novas ferramentas analíticas. Esta análise determina o segmento da base de clientes que deve ser direcionado. Reduz significativamente o número de clientes a serem contactados. Isso aumenta a taxa de resposta e reduz o custo da campanha em 25% a 35%. Conhecer o mercado e prever o que este vai fazer de seguida será precioso para desenvolver uma estratégia de marketing vencedora e lucrativa, em que os clientes serão canalizados para a compra, sem que se apercebam de que foram levados por esse caminho.

Na Winsig, a inovação faz parte das ferramentas desenvolvidas para os programas de gestão que comercializa. Consulte os nossos especialistas para conhecer quais as atuais tendências tecnológicas que pode aplicar ao seu negócio.

Dora Loureiro – Winsig

Share
Ler Mais

temos_boas_noticias_para_si_um_software_para_gerir_stocks

Temos boas notícias para si: um software para gerir stocks

Não terá mais que se preocupar com a contabilização do stock do seu negócio. O software para gerir stocks é já uma realidade. Com este programa de gestão acabam-se as folhas manuais de contagem dos artigos, os erros no cálculo ou registo de existências e a preocupação em organizar listas e cruzar dados. Tudo isto passa a ser automatizado para quem souber tirar partido das novas tecnologias.

Os benefícios dos programas para gerir stocks são inúmeros, nomeadamente ao nível da compilação de listas, documentos e ordens de trabalho, sobretudo para grandes quantidades produtos.

Se nunca pensou naquilo que um software pode fazer pela gestão de stocks, destacamos duas funcionalidades que vão revolucionar o seu negócio.

Programa para gerir stocks traz otimização

Uma boa organização dos stocks trará uma otimização do armazém, que ficará mais organizado e com um espaço de circulação mais fluído. O programa de gestão implica a criação de etiquetas, segmentos e áreas específicas para as várias famílias de produtos, para que o sistema possa criar catálogos dos artigos em depósito, que estão para chegar e para sair.

Ao informatizar, o acesso eletrónico aos artigos em armazém é automático e em tempo real, tornando-se o gestor capaz de prever e dar resposta às flutuações de pedidos por determinados produtos. Além disso, sabe a qualquer momento quais os itens disponíveis, o que possibilita uma resposta imediata aos clientes e fornecedores. O programa para gerir stocks poderá ainda emitir alertas sempre que há alterações à lista ou quando está a atingir o limite e é necessário repor.

Melhor gestão das finanças

Se a entrada e saída de mercadorias é mais eficaz, simples e fluída, isso traz ganhos financeiros. Isto porque há um acompanhamento virtual da encomenda desde o início até ao fim da cadeia. Com o software para gerir stocks, fica capaz de identificar e resolver problemas que surjam de atrasos no transporte.

Ao monitorizar a mercadoria pode verificar o seu percurso do armazém até aos clientes e fazer os ajustes necessários no processo, para que este seja o mais eficiente possível. E se for eficiente, os prazos de entrega são cumpridos, há menos reclamações, maior poupança e, por isso, melhor gestão financeira.

As empresas que investem em programas de gestão obtêm benefícios económicos na automação dos processos, pois não há desperdício de custos e de investimento, já que tudo é monitorizado, desde as vendas ao reabastecimento dos stocks.

Poderá conhecer as melhores soluções de mercado em termos de programas para gerir stocks na Winsig, uma empresa que é especialista em adaptar software de gestão às necessidades de cada cliente.

Dora Loureiro – Winsig

Share
Ler Mais

software_gestao_maior_aliado_dos_negocios_online

Software de gestão é o maior aliado dos negócios online

Nos dias de hoje, ser empresário é ser empreendedor, acompanhar a inovação e aplicá-la na gestão da atividade, de forma a ser competitivo. Para ter um negócio rentável e que se destaque da concorrência, não basta ter a loja aberta. É necessário complementar a estratégia comercial com a presença online. O investimento na internet exige uma estratégia digital, adequada ao perfil destes clientes, com identidade própria e um bom canal de vendas. E para alcançar este objetivo, um software de gestão dinâmico e adaptado às especificidades da empresa é imprescindível.

Para se aventurar no mundo digital, a obtenção de formação nesta área é importante, assim como a integração dos departamentos de marketing, vendas e financeiro numa única plataforma de comunicação. A meta é que todos estejam em sintonia e desenvolvam uma gestão integrada deste precioso canal de vendas.

Invista num software de gestão adaptado ao negócio digital

O comércio eletrónico é uma componente das vendas tão importante como o canal direto de comércio em loja. Por isso, merece igual atenção por parte do gestor. Se investe em plataformas que permitem agilizar o processo de vendas e a produtividade dos colaboradores, deverá fazer o mesmo online. E a boa notícia é que hoje em dia tem ao dispor opções de software de gestão como os da PHC, que permitem integrar numa única ferramenta, com vários módulos, as vendas online e em loja, a gestão do armazém e de stocks, a partilha de informação entre equipas, entre outras funcionalidades.

As soluções ERP do PHC CS permitem a obtenção de uma alta performance neste campo de actividade. A equipa da Winsig, parceiro oficial da marca, assegura a integração do canal de vendas online com os restantes módulos da PHC, contribuindo para um aumento da capacidade de resposta, da gestão da loja online e respectiva integração com os catálogos da sua empresa. Além disso, com esta ferramenta estará a evitar a duplicação de bases de dados.

Marketing é a arma do sucesso

Para criar a sua loja online precisará de um plano de marketing consistente e que tire partido das novas ferramentas de marketing digital. Isto porque a presença nas redes sociais é um ponto que não deve descurar. Portanto, se a sua equipa de marketing tiver um software de gestão que a liberte para investir na divulgação dos produtos, explorando técnicas de SEO, métricas, Google e Facebook Ads, e outras formas de promover a sua loja, será mais produtiva.

A aposta numa ferramenta PHC traz ainda a compensação de integrar diferentes departamentos, possibilitando a colaboração virtual entre áreas como a comunicação e as finanças, cujos reports serão relevantes para analisar os resultados dos investimentos realizados nas vendas online.

Com os consultores da Winsig, poderá elaborar um plano de ação focado na sua atividade e objetivos.

Consulte-nos para conhecer as vantagens que um software de gestão traz ao processo de vendas online.

Dora Loureiro – Winsig

Share
Ler Mais

ja_pensou_aliar_software_gestao_inventarios

Já pensou em aliar o software de gestão aos inventários?

Se continua a tratar do seu inventário em folhas de cálculo e ficheiros Excel, então este artigo é para si! Adquirir um software de gestão que inclua a ferramenta de inventários será uma das decisões mais sensatas que poderá tomar.

Explicamos porquê:

O negócio fica mais eficiente: Se os seus colaboradores se tornam mais produtivos, o seu negócio também ficará mais eficiente. Com um software para inventários, a sua equipa não perderá tempo na organização dos arquivos, das folhas Excel, nas listas e relatórios manuais. Tudo passa a ser gerido virtualmente e atualizado automaticamente. Desta forma, os colaboradores serão mais rápidos na gestão dos stocks e ficam satisfeitos por terem mais tempo para se concentrarem noutras tarefas.

Terá o inventário sempre disponível: Quando se trabalha em papel ou com ficheiros de cálculo, por vezes, é difícil aceder à informação. Além disso, há um maior risco de perda ou extravio da informação e maior probabilidade de erro humano. Com um software, estes dados estão disponíveis em qualquer lugar, a qualquer hora, a todos os utilizadores autorizados a aceder à informação. Com a vantagem que qualquer atualização ao inventário fica visível de imediato.

Vender será um processo mais fácil: Se tiver uma base de suporte credível e devidamente atualizada, estará melhor preparado para vender. Saber em tempo real qual a verdadeira quantidade do stock permite uma venda assertiva, em que o cliente é corretamente informado e não há expectativas defraudadas. Além do mais, se tiver várias lojas ou armazéns, poderá indicar com segurança ao cliente qual o local onde deve dirigir-se para encontrar o produto pretendido.

Cumprirá facilmente os prazos de entrega: Quer seja uma loja online ou física, um pequeno armazém ou grande, sempre que tenha encomendas será muito mais fácil indicar um prazo exequível de entrega e cumpri-lo, se estiver ligado a um software que lhe indique os stocks em tempo real.

Vai gerir os stocks facilmente: Com um inventário online, integrado em rede, toda a equipa trabalha sobre o mesmo suporte, mesmo os colaboradores que estão em locais diferentes. Torna-se mais simples organizar o inventário e a informação é mais fiável. O processo de comunicação é rápido e eficaz, sobretudo quando o armazém não está no mesmo local que a loja ou quando existem várias lojas a operar simultaneamente.

Será mais simples ordenar e registar as encomendas: Se for um processo manual, há o risco de repetir encomendas, registar referências incorretas ou itens errados. Quando estas situações ocorrem, existem naturalmente atrasos nas entregas ou devoluções. O que significa um longo processo de expedição dos produtos e clientes insatisfeitos.

PHC é o software perfeito para inventários

A pensar nas mais-valias da gestão da informação contida nos inventários, a Winsig desenvolveu uma ferramenta pensada para armazéns, unidades logísticas e todas as empresas que lidam com estes documentos, cuja solução é integrada em tempo real com as gamas do PHC CS Desktop. O PHC CS Desktop permite uma organização eficaz da informação, disponibilizando ao utilizador tudo o que ele necessita para ter um conhecimento rigoroso daquilo que tem, do que precisa encomendar e do estado da encomenda dos artigos que estão para chegar. Com a mais-valia que para aceder a todos os dados precisa apenas de ter um computador ou um dispositivo móvel.

Atualmente, o PHC CS tem inclusive a opção que permite criar rapidamente listas de artigos que serão inventariados. Para agilizar o processo, torna-se possível colocar a quantidade de zero em todos os artigos.

Para conhecer melhor as funcionalidades deste programa confie no parceiro número 1 da PHC, a Winsig. Consulte-nos para mais informações e para conhecer as soluções Winsig para armazéns.

Dora Loureiro – Winsig

Share
Ler Mais